Buscar
  • Thiago Fernandes

Seu "ex" ostentando e a pensão atrasada. O que fazer?


Seu ex-marido ou ex-companheiro é daqueles que sempre estão sem dinheiro para pagar a pensão alimentícia e sempre falam que as coisas estão difíceis, que o momento não está fácil, que está com dificuldade financeira?


Ele sempre reclama do valor estipulado para o pagamento da pensão alimentícia?


O curioso é que, quando você olha as redes sociais dele, percebe que ele vive postando foto em churrascos, festas, baladas, da cervejinha ou do vinho que está bebendo, do relógio ou da roupa nova que comprou, das viagens que faz, dos churrascos que participa...


A "galera" acha ele um amor, um queridinho, mas é você que sabe quem realmente ele é!


Você sabe que ele ganha bem! Sabe que ele pode ter outras fontes de renda!


Mesmo assim ele não assume uma das responsabilidades como pai: prover o sustento do filho!


Mas, quando o valor da pensão alimentícia foi combinado com ele ou fixado pelo juiz na ação de alimentos, por algum motivo, não foi possível comprovar a verdadeira renda que ele recebe.


No entanto, as redes sociais podem te ajudar a aumentar o valor da pensão alimentícia e coagi-lo a pagar em dia!


Isso mesmo. As redes sociais se tornaram uma excelente ferramenta para se comprovar o padrão de vida que determinada pessoa tem.


Ora, se ele tem dinheiro para pagar a academia, frequentar baladas, festas, comprar as bebidas que ele gosta, viajar e se divertir (e ainda gosta de mostrar isso para todo mundo, já que sempre faz postagens desses momentos), por qual motivo ele não teria dinheiro para pagar a pensão alimentícia do filho?


O que falta para ele é vergonha na cara!


A prioridade dos gastos dele deve ser sempre com as despesas do filho!


O que você deve fazer nessas situações?


Primeiramente, é muito importante que você não tenha firmado um acordo de pagamento de pensão alimentícia verbal, ou seja, você não deve fazer um acordo “de boca” para essa finalidade!


O acordo verbal de pensão alimentícia não obriga o seu ex-marido ou ex-companheiro ao pagamento! Ou seja, caso ele decida descumprir, você não poderá tomar nenhuma atitude contra ele, nem mesmo perante à Justiça. Você não poderá ajuizar uma ação de cobrança, por exemplo.


Pois bem, se há a possibilidade de acordo entre vocês, tome a iniciativa de celebrar esse acordo na Justiça. Com esse acordo celebrado na Justiça, caso ele não pague, você poderá ajuizar uma ação de cobrança que irá obrigá-lo a pagar o que deve.


Com essa ação de cobrança, o juiz pode determinar o desconto em folha de pagamento, a apreensão de bens e até mesmo a inscrição do nome dele no SPC, por exemplo.


Em relação à “ostentação” dele nas redes sociais, você deve juntar provas do padrão de vida que ele tem. Tire print de todas as fotos postadas, grave os vídeos, salve conversas de pessoas que eventualmente comentam com você sobre o fato de terem encontrado com ele em festas e baladas.


Com essas provas, é possível demonstrar para o juiz que a “dificuldade financeira” dele é uma mentira! Também é possível pedir a revisão do valor da pensão. Demonstrado isso para o juiz, ele poderá tomar as medidas necessárias para que o seu ex-marido ou ex-companheiro seja obrigado a pagar em dia a pensão alimentícia do filho.


Se quer saber mais ou se está passando por isso, entre em contato com o nosso escritório.




Estamos à disposição para te ajudar!


Thiago Fernandes Advogados

73 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo